APRENDENDO

 

varonilmente - fonte viva

VARONILMENTE


"Vigiai, estai firmes na fé, portai-vos varonilmente, sede fortes." -
Paulo. I CORINTIOS, 16:13.
Vigiai na luta comum.
Permanecei firmes na fé, ante a tempestade.
Portai-vos varonilmente em todos os lances difíceis.
Sede fortes na dor, para guardar-lhe a lição de luz.
Reveste-se o conselho de Paulo aos coríntios, ainda hoje, de surpreendente oportunidade.
Para conquistarmos os valores substanciais da redenção, é imprescindível conservar a fortaleza de ânimo de quem confia no Senhor e em si mesmo.
Não vale a chuva de lágrimas despropositadas, ante a falta cometida.
Arrependermo-nos de qualquer gesto maligno é dever, mas pranteá-lo indefinidamente é roubar tempo ao serviço de retificação.
Certo, o mal deliberado é um crime, todavia, o erro impensado é ensinamento valioso, sempre que o homem se inclina aos desígnios do Senhor.
Sem resistência moral, no turbilhão de conflitos purificadores, o coração mais nobre se despedaça.
Não nos cabe, portanto, repousar no serviço de elevação.
É natural que venhamos a tropeçar muitas vezes.
É compreensível que nos firamos frequentemente nos espinhos da senda.
Lastimável, contudo, será a nossa situação toda vez que exigirmos rede macia de consolações indébitas, interrompendo a marcha para o Alto.
O cristão não é aprendiz de repouso falso. Discípulo de um Mestre que serviu sem acepção de pessoas até à cruz, compete-lhe trabalhar na sementeira e na seara do Infinito Bem, vigiando, ajudando e agindo varonilmente.

LIVRO FONTE VIVA - EMMANUEL/CHICO

REFLEXÃO

APRENDENDO A CAMINHAR
Um jovem, aluno de um curso de transformação, vinha diariamente de muito longe até chegar ao templo. Um dia chegou até o mestre e disse:
- Mestre, tenho notado o comportamento da nossa turma e percebo que alguns conseguiram transformar suas vidas inteiramente, outros mudaram em alguma coisa e a maioria, inclusive eu, nada mudou.
Após refletir alguns segundos, o mestre respondeu:
- Meu caro, você vem todo dia de muito longe não é?
- Sim, Mestre
- Você conhece bem o caminho, se alguém lhe perguntar como chegar a sua cidade, o que você faria?
- Eu explicaria o caminho de forma que a pessoa pudesse chegar lá sem problemas – respondeu o jovem.
- E você acredita que esta pessoa chegaria só com a sua explicação ou precisaria percorrer o caminho?
- É claro que só chegará lá se percorrer o caminho.
Nesse momento o mestre concluiu:
- Assim são meus ensinamentos. Eu os ensino da melhor forma possível, mas só irão se transformar aqueles que realmente colocarem em prática tudo o que lhes é ensinado.
Todos têm a oportunidade de aprender o caminho, mas só aqueles que fazem o percurso chegam.

MAIS AQUI

Imprimir